segunda-feira, 16 de agosto de 2010

SEGUNDA DIA 16

Na aula de segunda-feira, dia 16 de agosto o professor Pedro, tocou em alguns tópicos da matéria e em um determinado momento citou que se todos que tenham dinheiro em conta corrente ou em algum outro investimento qualquer, resolvessem tirar todo o seu dinheiro e gastar, não existiria dinheiro para pagar todos.
Na verdade toda vez que o dinheiro entra em um banco, por exemplo, como um deposito, ele passa a ser um valor escriturado, ou seja, deixa de ser papel-moeda e passa a ser moeda escritural, está escrita no banco em seu nome e o banco está sendo o custodiante.
O banco passa a ser obrigado a ter, o valor para lhe entregar, mas não necessariamente na mesma nota, mas sim no mesmo valor.
Caso tenha depositado R$ 100, terá direito a R$ 100, mas pode usá-lo de outra forma, a mais comum hoje em dia é o uso do cartão magnético, mas todas as movimentações de recursos financeiros podem ser feitos de outras formas, como exemplos: DOC, TED e boletos, todos representam uma movimentação, onde haverá um débito e um crédito.
Outra cena mencionada foi a antecipação do 13° salário, isso acontece muito, mas eu particularmente num fiz e pretendo nunca fazer, pois acredito ser mais interessantes aguardar e receber o valor total e não apenas uma parte.
Na verdade é um empréstimo, e por ser uma espécie de empréstimo consignado, ou seja, será cobrado direto em folha de pagamento e o risco de inadimplência ser baixo, os juros também são menores que um cheque especial ou rotativo de cartão de crédito.
No real não faço idéia de quanto cobram por isto, mas sendo bonzinho e imaginando que cobram os 4%, e for feito em agosto, por exemplo, serão quatro meses até quitar o empréstimo, se antecipar o valor de R$ 1.000 (já com os devidos descontos) , o banco irá lhe antecipar o valor de aproximadamente R$ 854,80, para a sua conta hoje e irá receber os seus R$ 1.000(lembrando que pode-se antecipar apenas uma parte do salário).
*fiz os cálculos com valores aproximados, caso seja mesmo para quitar um divida de cartão de crédito, no valor de R$ 850, com os juros de 12% a.m, vale a pena pois o rombo seria maior se ficasse devendo de agosto a dezembro, chegando ao montante de R$ 1.337,49.
Mas se for apenas para gastar com algo apenas para satisfação pessoal, melhor não arriscar o seu rico dinheirinho.

Copiei o texto abaixo:

www.blogdefinancas.com.br


Os bancos começaram a corrida em busca do nosso suado 13o. salário. Muitos trabalhadores não querem esperar para receber as parcelas em suas respectivas empresas. Contudo, esse adiantamento só valerá a pena se o dinheiro for para quitar uma dívida com juros maiores, como cheque especial e cartão de crédito. Esses juros rotativos estão na casa do 12% ao mês. Antecipar o dinheiro antes somente para gastar não é uma boa alternativa.
Apesar de aparentemente as taxas cobradas pelos bancos, na antecipação do 13o., serem relativamente baixas, entre 2% e 4% ao mês, mesmo assim os juros nesse período é alto, portanto se for possível aguardar o recebimento do valor será satisfatório a espera, lembramos ainda que no final do ano surgem diversas despesas que geralmente não esperamos.

CONTINUA...

Apenas para complementar, existe um serviço oferecido pelas administradoras de cartões de credito, isso para empresas que fazem venda com cartão de crédito, chamado RAV, significa algo como Recebimento de Antecipação de Vendas, toda vez que usamos o cartão em um estabelecimento qualquer, a administradora já abocanha a sua parte, em média 3,15% e ainda o recebimento será apenas trinta dias depois da compra, em um determinado dia ligam na empresa, oferecendo o RAV, que seria a antecipação e isso ainda tem mais uma bocada, algo em torno de também 3% pela administradora.

Exemplo:
Comprei com cartão R$ 100, no dia 20 de junho, no dia 20 de julho a empresa receberá R$ 96,85.
Caso o opte pela RAV, receberá R$ 96,85 menos os 3%, receberá apenas R$ 93,94.
Um prejuízo de 6,05%. Agora percebo porque muitas padarias, que ainda, infelizmente, vendem cigarros, deixam uma placa: “NÃO ACEITAMOS CARTÕES NA COMPRA DE CIGARROS”, é porque o cigarro não dá lucro, apenas tem um giro bom, mas o seu custo é de aproximadamente 96% do valor de venda, se o comerciante, vender no cartão e depois antecipar, seria melhor ele ter dado o maço de cigarros.
Só para constar, já trabalhei em padaria a banca de jornal, vendia cigarros e sei como funciona.


SELIC – (Sistema Especial de Liquidação e Custódia).
Taxa básica utilizada como referência pela política monetária.
Uma das taxas mais importantes na economia, pois todas as outras são baseadas nela, é uma taxa expressa anualmente, é medida pelo volume ponderado das operações financeiras em um dia, amarradas em títulos públicos federais realizados na SELIC.
Ela é divulgada pelo COPOM (Comitê de Política Monetária) o método usado no calculo pode ser encontrado em www.bcb.gov.br os dados acompanham os títulos federais de emitidos pelo Tesouro ou Bacen.
Já que falamos em Tesouro, no meu ponto de vista investir em Tesouro Direto seja o mais seguro em longo prazo, pois os juros seguem a SELIC (agosto acima de 10%) e cobrem o CDI, sem falar que são seguros e tem liquidez diária.
É possível investir no Tesouro, á partir de R$ 200, mas é preciso, assim como na compra de ações, ter obrigatoriamente que abrir uma conta em uma corretora de valores.
Alguma vez o gerente do seu banco lhe indicou este investimento?
Bem provável que não!
Pois se tratando de um titulo público, o banco não receberia nada nesta transação.

Acesse:
http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro_direto/
Lá encontrará as informações para investir, taxas e formas LTN, NTN ou LFT.

Tem até um cursinho on-line para ter uma idéia:
http://www.cblc.com.br/cblc/hotsites/TesouroDireto/player.asp







O golpe em investidores, onde foram lesados alguns desavisados.
O caso não foi na Bahia e sim em Minas, foi feito algo como nas pirâmides, um entra e acaba pagando a quem está a mais tempo no esquema, assim que uma hora que a banca quebra, mas neste caso ele em devia estar realmente investindo o dinheiro, estava apenas maquiando os valores.

CONTINUA....

Acompanhem o caso:

http://g1.globo.com/economia-e-negocios/noticia/2010/07/homem-e-suspeito-de-sumir-com-r-50-milhoes-de-investidores-em-mg.html

Pois sempre que entrar em um investimento em ações, seja em fundos ou ações diretas, via banco ou corretora, seus ativos ficam custodiados na CBLC (Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia) e este órgão te mandará todo final de mês os informes de quais ativos estão em seu nome, quantidades e valores.

Caso não receba este informativo e nem um comunicado da BOVESPA, pode verificar que é rolo.