terça-feira, 23 de dezembro de 2008

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA..

Sempre fui meio alheio as festas natalinas, não sou um Grinch, mas não me entusiasmo muito com a data, mas de uma coisa eu sei, sempre nesta época me sinto perdido. Passo na rua e vejo as pessoas solitárias e sem rumo, tristes sozinhas e sem esperanças.
Porque isto, se é uma data de felicidades? Para externar a felicidade!
Ás vezes vou a rua e vejo o povo correndo com sacolas cheias de presentes, do mais simples ao mais classudo e todos fazem festa, e comem, e bebem e se dizem felizes.
Coisas do capitalismo que nos corrompem e nos faz acreditar em felicidade momentânea.
Mas como ser feliz sem ter por perto quem mais se quer?
Um pai falecido, a mãe que mora longe, um amor roubado por um amigo, que agora se torna inimigo, mas pensem, se aquele seu ex-amigo, agora inimigo, não tivesse roubado sua namoradinha, hoje vc não estaria com esta pessoa ao seu lado, seria diferente, vc realmente queria aquela de 10 anos atrás e a de hoje não vale nada?
Levanta, trabalha, volta pra casa, dorme, levanta, trabalha...
Mas o pior de tudo é fazer esta sequência e não ter um amor ao lado, uma pessoa que possa te dar o carinho que mereces nas horas que precisa, chegar em casa e receber um abraço da pessoa amada, receber atenção e ser reconhecido com um grande companheiro e amigo.
Quando a pessoa ao seu lado começa a te ignorar, ter sempre uma desculpa para não compartilhar contigo um momento a sós é sinal que o encanto acabou.
Bem provável que ela prefira os amigos a você, sempre tem tempo para eles que nem sequer a chamam para se trocarem juntas para ir a uma festa, ou se levantam da mesa do restaurante onde vão almoçar todos os dias juntos e ela tem que correr atrás para se fazer presente. Enquanto isto, você se mostra interessado e presente na vida dela e só tomo toco!
O pior cego é aquele que não quer enxergar...
Então porque resolver deixar chegar o Natal para ficarem juntos e se finjirem felizes para a familia? Nada disso, vai doer, mas será agora!
Ainda bem que existem pessoas não hipócritas, que mesmo sendo Natal resolvem terminar tudo aquilo que já não existe mais, sofre-se na Véspera, comemora-se no Dia e acorda no Pós, sempre com aquele sentimento de perda.
Mas com a esperança de que o Ano-Novo lhe trará felicidades verdadeira e que conseguirá passar por cima disso tudo e recomeçar do zero.
Eu sempre tive muita sorte em anos impares, 2007 foi lindo, e agora em 2008 tudo terminou.
Em 2009, tudo será novo, maravilhoso e lindo.
Não deixaremos ninguém nos dizer que não somos capazes.
Todos nós podemos e faremos, um Ano-Novo melhor e Feliz!
Feliz Natal e um Próspero Ano-Novo!!